Sobre

Rodrigo Passos

Olá! Meu nome é Rodrigo Passos e hoje atuo profissionalmente como sound designer, compositor/arranjador e diretor de áudio em diversos projetos independentes na área de jogos.

Comecei a tocar violão aos 12 anos e aos 18 entrei no Colégio Santa Marcelina para estudar música. Fiz o curso de Fundamentos de áudio e acústica no IAV (Instituto de Áudio e Vídeo) e comecei a trabalhar na Tapps Games (uma das maiores empresas de jogos móveis do Brasil) como estagiário. Depois de 2,5 anos, em 2018, decidi criar meu próprio caminho como freelancer e deixei a empresa.

Ferramentas de trabalho:

DAWs (Digital Audio Workstations):
Reaper (Avançado), Ableton Live (Avançado), Logic (Intermediário), Protools (Intermediário).

Middlewares:
FMOD (Intermediário)

Task Managing:
Jira, Trello

Version Control:
Github desktop, Source Tree

Sound Design

Faço efeitos desde os mais simples aos mais complexos e impactantes! Acredito que o som de algo não é apenas para cumprir uma função, mas também é capaz de passar uma sensação e/ou personalidade.

Composição e arranjo

A música é responsável pela ambientação de um jogo, mas não somente. Ela também é capaz de trazer uma história oculta por trás da arte do jogo, a ambientação de um momento específico de um jogo, e isso independe do estilo de música, pode ser desde o chiptune ao orquestral.

Implementação FMOD

O FMOD não é só um middleware de áudio usado para facilitar a comunicação entre devs e profissionais de áudio, mas também uma ferramenta capaz de trazer muito mais interação entre as mecânicas presentes no jogo e o som.